Escolha uma Página
O que é hepatomegalia?

Hepatomegalia é o aumento anormal do tamanho do fígado. Geralmente indica a existência de uma hepatopatia (doença do fígado) grave. No entanto, muitos indivíduos com hepatopatia podem apresentar um fígado de tamanho normal ou mesmo menor do que o normal.

Quais são as causas da hepatomegalia?

O fígado é afetado por uma grande variedade de enfermidades, muitas das quais resultam em hepatomegalia. As causas mais comuns incluem consumo excessivo de álcool, insuficiência cardíaca congestiva, síndrome hemolítico-urêmica,hepatites, carcinoma hepatocelular, mononucleose infecciosa, leucemia, cirrose biliar primária, esteatose hepática e metástases de tumores.

Como se caracteriza a hepatomegalia?

O fígado, localizado no quadrante superior direito do abdômen, é um dos principais órgãos do corpo humano. Ele ajuda no metabolismo das gorduras, do colesterol e das vitaminas e desempenha um papel importante na síntese de proteínas. O fígado também segrega um suco digestivo, a bile, que ajuda no processo de digestão. Se o fígado está danificado, todos esses processos corporais importantes, e mais a desintoxicação, são afetados negativamente. Seu peso é de cerca de 3,0 a 3,5 quilos.

Às vezes, os danos do fígado podem se manifestar sob a forma de um aumento do órgão. A borda inferior do fígado normalmente chega apenas até a margem costal do lado direito. Essa borda do fígado é fina e firme e não pode ser sentida pela ponta dos dedos sob a borda das costelas, quando da palpação, exceto quando se efetua uma respiração profunda. O fígado aumentado de volume pode ser sentido abaixo das costelas durante o exame feito por um médico.

Quais são as principais características clínicas da hepatomegalia?

A hepatomegalia costuma ser assintomática (não produz sintomas), pelo menos no princípio. O fígado não envia qualquer sinal ao cérebro, sob a forma de impulsos e, por isso, a princípio não gera sintomas. Apenas quando ele se torna anormalmente grande que pode causar desconforto abdominal. Se o aumento de volume do fígado ocorre muito rapidamente, ele pode também tornar-se sensível à palpação. Sintomas comuns que podem ser experimentados são náuseas,vômitos, inchaço, fadiga, dor, icterícia e sensibilidade aumentada no abdome, que se apresenta distendido e doloroso na região do flanco do lado direito.

Como o médico diagnostica a hepatomegalia?

O diagnóstico de hepatomegalia é feito a partir do histórico médico do paciente, do exame físico e de exames bioquímicos e de imagens. O médico comumente avalia o tamanho do fígado e as suas características palpando-o através da parede abdominal durante o exame físico. Os exames destinados a determinar as causas da hepatomegalia podem variar dependendo da causa suspeitada, mas podem incluir radiografia abdominal, ecografia do fígado, tomografia computadorizada abdominal, provas de função hepática e, ainda, outros exames para detectar causas suspeitas.

Como o médico trata a hepatomegalia?

O tratamento da hepatomegalia varia dependendo da sua causa. Se houver outras enfermidades subjacentes, elas devem ser tratadas por meios específicos. Se o aumento do fígado for causado, por exemplo, por um câncer, pode ser necessária uma quimioterapia e/ou uma irradiação.

Como prevenir a hepatomegalia?

A prevenção da hepatomegalia envolve a prevenção das doenças que podem causá-la. Ela pode ser feita pela escolha de uma alimentação saudável e uso moderado do álcool, do tabaco e de alimentos gordurosos. O paciente deve também controlar a obesidade, porque ela aumenta o risco de desenvolver esta condição.

Quais são as complicações possíveis da hepatomegalia?

As complicações da hepatomegalia não são comuns, mas quando não há tratamento adequado da sua causa, ela pode levar à insuficiência hepática. Outras complicações são descompensação hepática e hemorragias.

Por: Abc Med

Publicado em: 04/07/2016

Fonte:http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/1264954/hepatomegalia+conceito+causas+sintomas+diagnostico+tratamento+prevencao+complicacoes+possiveis.htm