Escolha uma Página

 

O que é esplenomegalia?

A esplenomegalia (do grego splenikós = baço emegalos = grande) consiste no aumento do volume do baço, que normalmente pesa em torno de 150 gramas e tem até 11 centímetros de comprimento em seu maior eixo. O baço é um órgão esponjoso, responsável pela produção, armazenamento, controle e destruição de células do sangue. Se seu crescimento for muito grande pode ocasionar uma ruptura do órgão, causando uma grave hemorragia interna, potencialmente fatal. O baço é um órgão que faz parte também do sistema linfático e filtra o sangue, contribuindo para manter saudáveis as células sanguíneas.

Quais são as causas da esplenomegalia?

A esplenomegalia pode ser causada, entre outros motivos, por estimulação exercida sobre o baço por uma resposta imune, por aumento na destruição excessiva de hemácias, doença mieloproliferativa, doença infiltrativa, neoplasias,doença de Chagas, leishmaniose visceral, aumento na pressão venosa e doenças de deposição, como a amiloidose, por exemplo. Quando ocorre esplenomegalia, obaço aumenta sua capacidade de armazenar células sanguíneas e pode reduzir o número de eritrócitos, de leucócitos e de plaquetas na circulação, levando àanemia, leucopenia ou plaquetopenia, condição que é denominadahiperesplenismo.

Quais são os principais sinais e sintomas da esplenomegalia?

A esplenomegalia quase não causa sintomas e eles, quando existem, não revelam a causa específica do seu aumento. Raramente a esplenomegalia é dolorosa ou apresenta outros sintomas, mas podem ocorrer soluços, incapacidade de comer uma refeição abundante, aumento do volume abdominal, dor em hipocôndrioesquerdo (região onde o baço está localizado) e febre, sendo que estes sintomasgeralmente ocorrem nas esplenomegalias infecciosas ou no câncer. Pode também haver palidez, petéquias e hematomas por conta do hiperesplenismo. O baçopode ser afetado por doenças do sangue, do sistema linfático, infecções, tumores e doenças do fígado e então serão observados os sintomas próprios de cada uma delas.

Como o médico diagnostica a esplenomegalia?

A esplenomegalia é diagnosticada pela palpação ou percussão do abdômen ou através de uma ultrassonografia abdominal, que pode ser complementada por uma tomografia computadorizada. Na cintilografia, usam-se partículas radioativas para avaliar o tamanho e a função do baço e para determinar se esse órgão está acumulando ou destruindo grandes quantidades de células sanguíneas. O exame de sangue revelará uma queda do número de células do sangue. Esses exames dobaço podem ser coadjuvados por um exame microscópico das células sanguínease por um exame da medula óssea, que pode detectar a presença de um câncer decélulas sanguíneas ou um acúmulo de substâncias indesejadas. A determinação da concentração de proteínas pode ajudar a descartar alguns distúrbios patológicos.

Como o médico trata a esplenomegalia?

Na maioria das vezes, não se faz necessário nenhum tratamento específico daesplenomegalia. Se ele precisar ser feito, em primeiro lugar deve ser tratada a doença de base que esteja causando a esplenomegalia. Em casos extremos e raros, quando o baço esteja exaurindo a reserva de hemácias, leucócitos e plaquetas, omédico pode sugerir a remoção cirúrgica do baço. A esplenectomia (remoção cirúrgica do baço) também pode ser feita quando o aumento do baço causa dor, comprime outros órgãos ou quando ele torna-se tão grande que partes do mesmo sangram ou morrem. Nessa eventualidade, o baço pode ser retirado porlaparotomia (uma incisão única, maior) ou por laparoscopia (pequenos orifícios, pelos quais se introduz uma microcâmera). A radioterapia algumas vezes pode ser utilizada como alternativa para reduzir o tamanho do baço.

Como evolui a esplenomegalia?

Após a retirada do baço a capacidade de defesa do organismo fica reduzida, aumentando o risco de infecções. Para diminuir este risco, recomenda-se o uso contínuo de antibióticos em baixas doses por toda a vida, de acordo com as orientações do médico assistente.

Outra recomendação importante é sobre as imunizações. Pacientes esplenectomizados (que tiveram seu baço retirado) devem ser vacinados contra pneumococo, meningococo, Haemophilus influenzae tipo b e Influenza (gripe). Em casos de viagens ao exterior, também devem certificar-se se estão imunizados com todas as vacinas aconselhadas para os países que irão visitar. Em particular, devem ser imunizados contra o meningococo do grupo A.

 

Por: Site AbcMEd.

Publicado em: 26/08/2016.

Fonte: http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/817959/saiba+mais+sobre+a+esplenomegalia+ou+aumento+do+baco.htm